A COMLURB vem ampliando a coleta seletiva desde junho de 2013 na cidade do Rio de Janeiro atendendo a 115 bairros da cidade. O material recolhido é destinado para cooperativas de catadores, formalmente constituídos e/ou em processo de constituição, parceiros da COMLURB, que recebem gratuitamente materiais recicláveis da coleta seletiva, fazem a separação e processam os recicláveis com empresas especializadas, gerando renda para os cooperativos.

Do método da separação e oferta à Coleta Seletiva:
Na Coleta Seletiva domiciliar, para que o recolhimento e a entrega às cooperativas sejam eficientes, os recicláveis devem ser colocados limpos e secos, em sacos plásticos transparentes, evitando a mistura do material reciclável com o lixo orgânico. Os sacos pretos são para lixo orgânico e lixo úmido e não serão coletados pela equipe da Coleta Seletiva. São coletados matérias como papel, papelão, plásticos e vidros, secos e limpos. Não é necessário separar o material por tipo, este trabalho já é feito pelas Cooperativas de catadores, que realizarão a classificação por tipo de indústria.

Da importância de participação compartilhada na Coleta Seletiva:
A Coleta Seletiva da COMLURB é um serviço público, previsto na Leis de Limpeza Urbana com as seguintes características:
• Serviço realizado com regularidade e qualidade;
• Destinação correta dos resíduos sólidos, reduzindo o envio destes para o aterro sanitário;
• Aproveitamento ao máximo dos materiais recicláveis, permitindo a reinserção destes como produção de novos produtos ou embalagens;
• Preservação dos recursos naturais não renováveis;
• Geração de frentes de trabalho e renda, através do sistema de cooperativismo, onde todos são remunerados por meio de rateio da produção de recicláveis;
• Conscientização, educação ambiental e aprimoramento da limpeza urbana;

É fundamental que realizemos a separação do “lixo” em nossas residências, para que seja viável a reciclagem.
Sem a participação de toda a população o serviço da Coleta Seletiva se torna improvável.

X